Quinta-feira, 17 de OUTUBRO de 2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

ubuntu viamão

Lavínia Aguiar no Quilombo da Anastácia em Viamão. Arquivo Pessoal.

Dificuldade de conexão do movimento negro em Viamão

por Lavínia Aguiar | Publicada em 03/09/2019 às 12h19| Atualizada em 09/09/2019 às 12h45

por Lavínia Aguiar

Olá, eu sou a Lavínia conhecida como a Xiita de Viamão sou assídua nos debates políticos da cidade e hoje vou falar sobre o movimento negro que milito o UBUNTU VIAMÃO.

-----

Eu ando falando nas entrevistas que dou representando o Ubuntu que Viamão tem muita gente fazendo movimento negro espalhado nessa cidade só que essas pessoas ainda não se conhecem por vários motivos, o primeiro que mais da metade da população trabalha em Porto Alegre e vem pra Viamão só para dormir, acontece muito com a militância que escolhe militar em Porto Alegre porque já passa o dia inteiro lá.

O segundo motivo, como o Vinícios Ferrari desse jornal lindo fala, existe uma síndrome de vira lata em nossa cidade as pessoas renegam tudo que tem em Viamão, como se não acontecessem nada de bom por aqui, acontece e já foi provado que o Viamonense prefere gastar o seu dinheiro na capital do que ajudar alavancar oque acontece aqui. 

Viamão também tem várias iniciativas boas tanto para se divertir como pra militar em causas sociais.

Eu particularmente sou suspeita para falar de Viamão porque eu definitivamente amo essa cidade, mesmo com todos os problemas e com todas as resistências aos movimentos sociais e mesmo eu sendo natural de Santa Vitória do Palmar.

Nós mesmos militantes do Ubuntu, temos dificuldade de nós encontrarmos pois NÃO VIVEMOS DE MILITÂNCIA, nós temos nossos trabalhos na iniciativa privada e outros são funcionários públicos, alguns estudantes outros moram longe, mas não desistimos.

E o papel do Ubuntu eu acredito que seja esse, de conectar as outras pessoas que fazem movimento negro espalhadas por aqui, para se juntar conosco para sermos um movimento de representatividade negra para chegarmos a impactar as futuras gerações dessa cidade, para que aos poucos a mentalidade do povo Viamonense para essas questões raciais e tantas outras que a cidade precisa se desenvolva finalmente.

Caso tenha interesse de militar no UBUNTU, nos procure pela página do Facebook, UBUNTU VIAMÃO

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS