Domingo, 23 de FEVEREIRO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

coluna Ubuntu

Capitães do mato do séc XXI

por Lavínia Santos | Publicada em 19/12/2019 às 16h53| Atualizada em 17/01/2020 às 10h04

Quando criamos o Ubuntu, decidimos que o Movimento
seria supra partidário, ou seja, que aceitaríamos pessoas de todos os partidos desde que tivesse histórico de defesa da NEGRITUDE como bandeira principal.

Mas, quando tomamos uma certa relevância na cidade, as coisas saíram do controle e pessoas que não tinham como propósito a defesa e divulgação da negritude, fizeram com que o foco principal do movimento se destoasse do princípio original.

E o quê podemos tirar de aprendizado dos problemas que surgiram ?

Primeiramente, que não basta ser negro, temos que ter identidade e consciência negra, além de nos identificar com a causa em prol do bem coletivo e não para crescimento pessoal.
Como o UBUNTU vêm tomando uma proporção relevante na cidade, alguns oportunistas vislumbraram se associar para poderem crescer FINANCEIRAMENTE, querendo assim, transformar o Ubuntu numa espécie de "maçonaria preta".

Não aceitei isso e não me calei.

Fui chamada de ditadora, imatura e inconsequente, entre outros rótulos, pois não me dobrei para o capital financeiro de alguns.

Uma observação:

Sabe aquele cara que anda num jeep Renegade parcelado em mil vezes ?  Pois é, esse cara faz discurso como se fosse um multi milionário, porém, nem perto disso é. Minha avó diria que é "um pobre bem de vida, mas que arrota caviar comendo carne moída".

Voltando...

Lógico que sou uma militante indignada pela causa e imediatamente me manifestei contrária. Óbvio que as pessoas tendem a pegar pesado quando vão bater de frente com uma mulher. 
Com homens, normalmente as trocas de "elogios" são mais brandas.
Mas, se eu me importasse ou deixasse me afetar com a quantidade de capitão do mato que passou por esse tempo todo durante minha militância, eu nem sairia de casa.

Seus rótulos não determinam quem sou, muito menos abalam minhas convicções e a essência do Ubuntu !

Pelo contrário, o Ubuntu foi criado e desenhado para atender o bem coletivo de parte significativa da sociedade Viamonense (44%), que quer que a NEGRITUDE seja pauta na velha capital.

Portanto, seguiremos firmes com o nosso objetivo de conscientização das massas, através da afirmação de nossa identidade e cultura que nos fará protagonistas da História e não mais coadjuvantes como os "capitães do mato do século XXI" querem nos manter.

Venceremos !!!

NÃO TÁ MORTO QUEM PELEIA.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS