Quarta-feira, 14 de NOVEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

coluna da ana

A escritora

Publicada em 09/11/2018 às 13h10| Atualizada em 12/11/2018 às 09h10

Dedicada à comunicação com a palavra, ela segue escrevendo livros. A fila dos leitores em busca de um autógrafo se multiplicava neste ano, na Feira do Livro de Porto Alegre. A Praça da Alfândega ficou pequena para tanto público e prestígio. Nascida em Porto Alegre, a autora com muita imaginação, prossegue apaixonada e criativa. Seus textos à muito já extrapolaram o mercado editorial do Rio Grande do Sul. Hoje ela é uma das mais importantes escritoras brasileiras.

Eis que surge Martha Medeiros. Sempre pontual, simples e discreta. São 17h30min. de uma quarta-feira mesclada de sol e chuva na primavera gaúcha. Ela senta na cadeira para nova sessão de autógrafos. Desta vez, o livro intitula-se: “Quem diria que viver ia dar nisso”. A maioria de seus leitores são mulheres. Jovens estudantes, mulheres maduras, fãs das artes e da literatura. E que todo ano, comparecem à Feira, movidas por uma indescritível fidelidade à escritora.

Martha, como sempre discretíssima ao vestir, estava de jeans e blusa branca. O toque mágico ficou por conta de um colar, estilo gargantilha, que brilhava ao sol em seu pescoço. O livro lançado é uma espécie de diário poético e repleto de amor, humor e calor humano. Em seu currículo literário figuram poesias, contos, histórias infantis e relatos de viagens. É colunista dos jornais Zero Hora e O Globo. Seus textos já foram adaptados com sucesso para o teatro, cinema e televisão.

Na Feira do Livro deste ano, amigas e leitoras, chegavam em grupos, na intenção de revê-la. A maioria, além do autógrafo, queria fotos também. Para divulgar nas redes sociais. Muitas selfies foram feitas. Algumas leitoras, lhe ofertaram flores. Martha Medeiros sensibilizou-se. E dentro do seu sucesso, frisa ela, está a peça “Doidas e Santas”. Que volta à cartaz no Rio de Janeiro, neste final de semana. A peça é uma adaptação de um texto seu, que no teatro, já perfaz cerca de mil apresentações.

Sua obra, salpicada de estórias envolventes, é capaz de tocar o coração de todas as mulheres. São textos factuais e muito interessantes. Em 2008 lançou um romance de muito sucesso chamado “O Divã”. Publicado originalmente em 2002, com todo bom humor característico da autora. Uma leitura ao mesmo tempo, trágica, cômica, perturbadora e enternecedora.

Últimas Ana D Ávila

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS