Sabado, 16 de DEZEMBRO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

opinião

Carlos Lacerda e as rosas da Cecília

Publicada em 10/05/2017 às 10h08| Atualizada em 10/05/2017 às 10h33

Diziam que a terra era pouco produtiva, que era perda de tempo dedicar-se à agricultura. A proliferação de tambos de leite na região refoçava esta ideia, mas uma família decidiu que nem tudo eram espinhos no dia-a-dia agrícola e plantou rosas! 

A família Schönwald, em sua chácara no 'Beco do Barulho', transformou um desses pedaços de chão em um dos maiores modelos de produção agrícola que se tem notícia em Viamão. Nesta chácara, os Schönwald plantavam várias espécies de flores e árvores frutíferas que comercializavam como mudas, mas o carro-chefe da produção eram as rosas, que chagaram a ser exportadas para a Europa e abasteciam o mercado dos mais exigentes floristas da Grande Porto Alegre.

Na imagem vemos um dos maiores ícones da política brasileira, Carlos Lacerda, então governador do estado da Guanabara (hoje Rio de Janeiro), quando veio adquirir mudas de rosas da Schönwald & Irmãos. Também de terno claro, Frederico Rodolfo Schönwald (o Rudi), recebendo a ilustre visita em sua propriedade.

Últimas Paulo Lilja

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS