Sabado, 16 de DEZEMBRO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

3º Neurônio | cinema

Ator e cantor David Cassidy faleceu aos 67 anos

Morre David Cassidy, estrela da Família Dó-Ré-Mi

Publicada em 22/11/2017 às 14h47| Atualizada em 24/11/2017 às 15h16

Morreu o ator David Cassidy, que ficou famoso ao interpretar Keith Douglas Partridge na série de televisão A Família Dó-Ré-Mi (The Partridge Family, 1970-1974).

David Bruce Cassidy nasceu em 12 de abril de 1950, em Nova York. Filho do ator Jack Cassidy e da atriz Evelyn Ward, David foi criado pelos avós devido aos compromissos profissionais de seus pais. Em 1956 ele descobriu através de vizinhos que seus pais haviam se separado há dois anos e não lhe comunicaram, eles haviam decidido poupar o menino do sofrimento do divórcio.

 

David e Jack Cassidy

 

No mesmo ano de 1956, seu pai se casou com a atriz Shirley Jones e deste casamento nasceram seus três meio-irmãos: Shaun (1958), Patrick (1962) e Ryan (1966).

Após terminar a escola David mudou-se para a casa do casal, para tentar a vida em Hollywood. O rapaz conseguiu alguns papéis ocasionais em séries de televisão, como Bonanza e Têmpera de Aço (Ironside), mas foi somente em A Família Dó-Ré-Mi que alcançou o estrelato.

 

David Cassidy em Bonanza

 

Susan Dey, Danny Bonaduce, David Cassidy, Suzanne Crough, Brian Forster, e Shirley Jones em A Família Dó-Ré-Mi (The Partridge Family, 1970-1974)

 

David, que contracenava na série com sua madrasta (fazendo papel de sua mãe), logo tornou-se um ídolo adolescente, chegando a ter um fã clube maior que o dos Beatles e de Elvis Presley na época.

Ele foi convidado para a série após fazer a estreia como cantor na Broadway em 1969, um diretor de elenco viu sua atuação e lhe ofereceu um contrato.

Inicialmente ele não cantaria na série, mas ele insistiu em demonstrar seus dotes de cantor. Depois de emplacar o sucesso "I Think I Love You", sua carreira musical deslanchou. Ele sonhava em ser um novo Mick Jagger, mas ficou estigmatizado como cantor adolescente, algo que ele detestava. Paralelamente sua carreira musical eclipsou o sucesso da série de TV.

 

 

A "Cassidymania", como foi chamado o seu sucesso meteórico levou milhares de fãs aos estádios para as suas turnês mundias. Porém, em 1974, 800 pessoas ficaram feridas em show em Londres, culminando na morte de uma adolescente de 14 anos, que foi esmagada contra o palco pela multidão. Cassidy ficou extremamente abalado e decidiu parar de fazer shows, atuando apenas na série, mas o ocorrido fez com que a série fosse cancelada.

David então tentou o cinema, fazendo um pequeno papel em Setembro Negro(Rosebud, 1975), estrelado por Peter O'Tole.

Depois estrelou uma série policial chamada David Cassidy - Man Undercover (1978-1979), mas esta foi cancelada após dez episódios.

 

David Cassidy - Man Undercover

 

E embora sua carreira musical nunca tenha cessado, nunca mais repetiu o mesmo sucesso. Passou a dedicar-se mais a música, mas fez participações especiais em diversas séries de televisão, as vezes como ele mesmo. Entre as séries em que apareceu destacamos O Barco do Amor (The Love Boat), Ilha da Fantasia (Fantasy Island), The Ben Stiller Show Malcolm (Malcolm in the Middle). Com o irmão Patrick retornou a um personagem fixo na série Ruby & the Rockits (2009), que também só durou dez episódios.

Ele retornou ao cinema como ele mesmo em Popstar (Idem, 2005). Em 2011 ele participou do The Celebrity Apprentice, apresentado por Donald Trump, mas foi o primeiro eliminado.

 

David Cassidy e Alexa Vega em Ruby & the Rockits (2009)

 

Em 2011, sua mãe foi diagnosticada com Alzheimer, e ele passou a dedicar-se a participar de eventos e campanhas para arrecadar fundos para a investigação do tratamento da doença. Evelyn Ward faleceu no ano seguinte em decorrência da doença.

Em 2015, o ator caiu no palco e bateu a cabeça, e ao fazer exames descobriu que estava com demência. O quadro se agravou em consequência da queda.

David Cassidy estava em coma, e morreu de falência múltiplas de órgãos, aos 67 anos.

 

David Cassidy pouco antes de falecer

 

Shirley Jones e David Cassidy

 

Relembre a abertura da Família Dó-Ré-Mi

 

Diego Nunes é gaúcho, formado em Rádio e TV pela Universidade Metodista de São Paulo, é pesquisador da memória cultural e artística, e sua paixão é o cinema. Além disso, atua como diretor cultural da Pró-TV, Museu da TV Brasileira, e no departamento de arquivo da Rede Record de Televisão.

Acompanhe-o pelo Memória Cinematográfica.

 

 

 

Últimas 3º Neurônio

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS