Sabado, 21 de JULHO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

opinião

Com os pés no chão

Publicada em 26/06/2018 às 11h59

Existe uma questão pairando no ar: Até que ponto os políticos são capazes de usar os resultados da Copa do Mundo a seu favor? Posso falar de minhas experiências passadas, nas quais começam com:

Primeiro capítulo: 1970 em pleno governo militar vivemos o clima dos “90 milhões em ação, pra frente Brasil, salve a seleção” onde conquistamos a posse definitiva da Taça Jules Rimet (roubada alguns anos depois) com o tri campeonato no México e o País teve a exaltação nacionalista, enquanto os torturadores faziam sucesso (recomendo que procurem ver o filme “Prá frente Brasil estrelado pelo Reginaldo Farias).

Segundo Capítulo: copa de 2010 onde um Governo já corrompido promovia a ascensão do Brasil a País sede da copa seguinte e tentava no futebol encontrar respaldo para manobras eleitoreiras, não que isto não tenha acontecido em 1974, 1978, 1982, 1986, 1990, 1994, 1998, 2002 e 2006, mas era evidente o uso da copa como motivação política em 2010. Viva o Brasil, sede da próxima copa e dos Jogos Olímpicos. Iniciou-se o maior ciclo de corrupção na construção de estádios, no qual até um time (o do Presidente) ganhou seu estádio. Ali tivemos o desfecho com a realização da copa e, graças a uma goleada notável contra os alemães, não houve maiores dividendos políticos, mesmo assim reelegemos a batuta da corrupção e do desvio de recursos.

Terceiro Capítulo – copa de 2018 que é o nosso hoje, novamente em ano de eleição, porém, vivemos outra realidade, onde a lava a jato produziu o desmascaramento de grandes corruptos e grandes assaltos ao erário público e a copa não pode ser usada como disfarce de nada. O único problema é tentar livrar o Lula, no meio da muvuca da copa, dentro do STF, para que ninguém perceba que ladrão famoso tem outro tratamento.

Esta Copa vai deixar marcado que não somos massa de manobra, pois a resposta ao processo de limpeza em andamento virá nas urnas, não elegendo ninguém que tenha o rabo preso e tirando de cena todos estes bandidos.

Vamos torcer pela seleção de alma lavada, pois não estamos defendendo ideologias, apenas torcendo por nossos representantes em nível mundial e rezar pra que não libertem bandidos em um tribunal moralmente falido e sem representantes da verdadeira justiça.

SALVE A SELEÇÃO!

Últimas Eduardo Dias Lopes

Paginas: [1] 2 3 Próxima »
Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS