Domingo, 17 de DEZEMBRO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

opinião

Séries adolescentes para quem já tem quase 30

Publicada em 15/07/2016 às 10h| Atualizada em 17/07/2017 às 14h10

Olá, pessoal

Antes de falar de um dos assuntos mais legais do mundo, vamos primeiro a uma apresentação. Para quem ainda não me conhece – mesmo depois dos meus cinco anos de andanças pela cidade, trabalhando como repórter do Diário de Viamão – eu conto um pouquinho.

Sou jornalista desde 2011, quando me formei na Famecos, PUCRS. Estou nesta profissão por um simples motivo: eu gosto de escrever. Não sei se faço isso bem ou não, apenas gosto.

E o que me inspira e me dá ideias mirabolantes para escrever? Tudo e todos os assuntos que eu gosto e falo no meu dia-a-dia (e não são poucos, já que eu sou - levemente – tagarela).

E, além de viagens e cachorros, o assunto que eu mais gosto de conversar – e sério, eu posso ficar horas falando – é sobre filmes e séries.

Mas não pense que esse amor é tão antigo assim. Existe um culpado para tudo isso... e ele se chama Netflix. A pessoa que me incentivou a entrar nesse mundo e me apresentou o – bendito ou maldito? – site foi o meu marido, Gabriel. Na época, namorado. De lá pra cá, são anos e anos de vida social deixada de lado para ficar em frente à TV.

E assim, chegamos ao tópico da primeira coluna.

Podem me julgar, mas a maioria das minhas séries favoritas são adolescentes. Eu achei que esse gosto ia mudar conforme os "trinta" fossem se aproximando... Mas, se você também é assim, acredite, não vai acontecer.

Vamos começar pela primeira série que eu assisti na Netflix e que ainda é uma das minhas favoritas: Pretty Little Liars. A série está em alta, já que teve o seu ‘gran finale’ na última semana e até foi parar nos trending topics mundiais do Twitter.

Mas e por que você deve assistir? Pretty Little Liars, ao contrário do que muitos pensam quando veem a foto de divulgação da série, se trata de um grande mistério (o que eu ADORO). A história gira em torno de um grupo de cinco amigas: Spencer, Aria, Hanna, Emily e Alison, até que uma delas desaparece, Alison. Em seguida, elas passam a ser vigiadas e a receber mensagens assinadas com o codinome A. A partir daí, você já pode imaginar todos os problemas que elas enfrentam e o grande dilema da série: Quem é A?

 

 

A segunda série adolescente que também tem um espaço enorme no meu coração se chama Once Upon a Time. Com uma pegada de fantasia e aventura, a história mostra como seriam os personagens dos contos de fadas na vida real. E o melhor, sem saberem quem são, já que tiveram suas memórias roubadas.

Cabe a um menino, de 9 anos, desvendar toda a história e devolver a magia para a cidade de Storybrooke.  Você lendo assim, parece bobinha, não? Mas eu juro que não é. Dê uma chance para a série e você vai se surpreender com os enredos, figurinos e cenários (ainda mais se você for uma Disneymaníaca, como eu).

 

 

A terceira e última sugestão de série adolescente foi um achado dos últimos meses. Ela é antiga e toda a minha geração já tinha assistido, menos eu. Estamos falando de The O.C.

Eu comecei a assistir por que eu tenho uma enorme vontade de conhecer a Califórnia e a série se passa exatamente em uma praia linda de lá. Mas, muito além das belas imagens, The O.C traz um ótimo enredo sobre um adolescente da periferia, abandonado pelos pais, que acaba sendo adotado por uma família de Newport Beach. Além de narrar os conflitos das diferenças sociais, a série mostra também que a vida dos ricos da cidade não é tão fácil como a maioria pensa. Eu já estou na quarta e última temporada (sofrendo com o final que se aproxima) e adorei todos os episódios que vi até agora. Sugiro que vocês façam o mesmo.

 

 

Espero que tenham gostado das sugestões e, claro, eu vou adorar trocar “figurinhas” com quem também adora esse universo.  

Meu e-mail é bruna@diariodeviamao.com.br

Até o próximo sábado! 

Últimas Bruna Lopes

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS