Terça-feira, 11 de DEZEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Oi, filho

Essa foto não tem nada a ver com a coluna, mas o Beni ta muito bonito e como sou pai babão vou usar.

Cante para seu filho

Publicada em 22/11/2018 às 10h09| Atualizada em 22/11/2018 às 15h45

Num tempo nem tão longe assim, bastava um cachorro molhar o poste para que faltasse energia em toda a cidade. No inverno  a culpa era dos temporais e vendavais que desestabilizavam a rede elétrica e no verão o aumento de carga, causada principalmente pelo aumento do uso de ar-condicionado, ventiladores e chuveiros, afinal é bem bom um banhozinho pra espantar o calor, não é mesmo?

Desta época, em que se ouvia a vizinhança vaiar quando a luz se ia e comemorar quando a luz voltava, uma das lembranças mais bacanas eram as “atividades de falta de luz”. Sem televisão e literalmente nada para fazer, mamãe acendia uma vela no criado mudo e passávamos algum tempo brincando de fazer bichinhos com a sombra na parede e contar causos. Claro que as histórias eram repetidas tantas vezes quando faltava luz naquela época, mas eu não ligava, e adorava ouvir, por exemplo, minha mãe contar como adquiriu uma cicatriz na coxa, lembrancinha deixada pelo cachorro de uma vizinha.

Outra coisa que ela fazia, não com a mesma freqüência dos causos, era cantar uma música de ninar em especial para meu irmão. Embora a música seja católica, é quase impossível não ser lembrada por todos independente da religião, sobretudo pela simplicidade dos versos e pela beleza do que é cantado.

“Mãezina do céu, eu não sei rezar

Eu só sei dizer,

Que quero te amar,

Azul é teu manto, branco é teu véeeeeeeeeeeeeeeeeeu

Mãezinha eu quero te ver lá no céu”

 

Quando o Beni nasceu comecei a cantar a mesma musiquinha para ele, antes de dormir, quando ele está muito agitado. E funciona! Quem me conhece sabe que sou um ótimo cantor e que não vou para o “The Voice” apenas para não deixar meus leitores  na mão. Afinal com a rotina pesada de show e apresentações ficaria difícil manter essa coluna aqui com vocês. Enfim, embora eu seja um ótimo cantor, acredito que não seja necessariamente a afinação que conte. Quando cantamos para nossos filhos, criamos um laço, um espaço legal de partilha e ensinamento. Experimente: escolha uma música e cante para seu filho (não vale funk hein, deixa a criança aprender a sarrar quando for adolescente) e veja como é gostosa a experiência. Certamente seu filho vai virar a cadeira para você, pois acredite, você é o herói dele.

Aprendi, com o Google, que a musiquinha tem uma segunda estrofe, que garanto que você não sabia.

“Mãezinha do céu

Mãe do puro amor,

Jesus é seu filho,

Eu também o sou.

Mãezinha do céu,  vou te consagrar

Minha inocência, guarda sem cessar”

 

Amém? Amém!

Últimas Vinicius Ferrari

Paginas: [1] 2 Próxima »

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS