Quarta-feira, 18 de SETEMBRO de 2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

coluna do prof. bruno

Dia mundial do skate: o que comemoramos nesta data?

Publicada em 21/06/2019 às 09h21| Atualizada em 23/06/2019 às 23h57

O skate teve seu início na Califórnia por volta de 1950, por um grupo de surfistas. A história do skate foi caracterizada por um grupo de jovens, que não querendo ficar sem surfar por falta de ondas ou pelo inverno, uniram as ideias e formaram um ‘’surfe de rua’’. A evolução do skate veio com o tempo, a fama do esporte se espalhou pelo mundo e a cultura também. Neste dia mundial do skate eu quero relatar histórias que são parte da história, mas muitas vezes não é citada pela mídia do skateboard. Eu ando de skate a quase 10 anos, e nesse tempo todo eu aprendi muitas coisas, uma delas é o que sempre costumo dizer, da união do skate, os amigos e toda família que se constrói.

O skate não é nada sem isso, a história é feita em cima disso e infelizmente nos dias de hoje, existe uma grande rivalidade entre quem é melhor, quem vai se dar melhor, skatistas que não prezam por ajudar um ao outro. Hoje a fama, o desejo de estar em cima é maior que a própria história. Não é que isto não possa existir no skate, afinal isso faz parte do sustento do skate e dos grandes atletas que se formam. Hoje eu comemoro a ONG SOCIAL SKATE, do meu amigo Testinha de SP. Essa Ong atende muitas crianças com diversas oficinas, já tive a alegria de estar muitas vezes lá, e inclusive sou grato por tudo que aprendi lá. A realidade sendo transformada para que se possa sonhar, isso é skate.
 

Hoje eu comemoro a vida da minha amiga Aline Dantas do Estado do Espírito Santo, que transforma muitas vidas através de sua vida, sua vivência com skate na fundação que tive uma alegria imensa de estar presente e fazendo parte. Isso é o mais importante do skate, pessoas que não deixam o skate morrer, afinal o que sustenta o skate? Na minha época, não se tinha crianças andando de skate, a maioria começava a andar a partir dos 10 anos, eu por exemplo comecei com 13 anos. Não se via meninas andando, porque nossa pista sempre foi as ruas, era difícil. Hoje, as crianças tem dominado o skate, temos exemplos de grandes atletas com a Rayssa Leal de 11 anos, 3º colocada no mundial de skate.

Temos que valorizar essas partes do skate, porque é ali que se forma skatistas, dentro da favela nos projetos, dentro das Febem. O skate está muito mais presente na periferia, nas quebradas do que nas pistas de skate, porque a mudança acontece aonde menos se espera, mas é ali que ela precisa acontecer.

Hoje comemoro o Projeto PRORADICAL do eu amigo Robson, e nosso projeto aqui de Viamão, a Skate na Comunidade, que a 2 anos temos trabalhado com as crianças de forma verdadeira. Temos algo na história incrível, que infelizmente não é muito citado, mas eu sempre irei engrandecer que é o NOVO LAR, a parte do skate na escola que eles fizeram.
 


Sabemos que o skate já foi até proibido por causa das quedas, sofreu muito preconceito e teve pessoas que se jogaram para defender o skate. Ainda hoje é assim, o skate sofre desvalorização, e ver uma escola abrir um oficina de skate para os alunos da escola, fazendo parte disciplinar é um sonho. Quem é skatista sabe, eu não podia ir de skate para a escola, sofria preconceito de até entrar no mercado. Isso para mim é skate, sem desvalorizar a todos grandes atletas, que merecem sim.

‘’Costumo sempre dizer, o skate nunca é só skate, ele está presente em tudo que faz parte de uma união e amor’’.

Parabéns a todos nós, não só skatistas, mas a todos aqueles que amam esse esporte.

Últimas Prof. Bruno

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS