Domingo, 17 de DEZEMBRO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

futebol americano

Viamão Raptors estreia em competição profissional

por Vinicius Ferrari | Publicada em 25/09/2017 às 15h54| Atualizada em 28/09/2017 às 17h09

A bola sai dos pés, ganha formato ovalado, e vai para as mãos de corpulentos jogadores com cara de mau. Além das chuteiras o uniforme ganha ombeiras largas, capacetes e os calções são substituídos por calças. Força física e capacidade tática são características tão ou mais importantes que a agilidade. O objetivo do jogo? Assim como na guerra, se infiltrar no território inimigo. Por aqui o futebol americano está longe de ser paixão nacional ou o próximo substituto do esporte que consagrou Pelé e Neymar, mas de uns anos para cá tem chamado atenção da mídia e conquistado mais adeptos Brasil afora.

Federações e ligas surgiram por todo o país, realizando copas e campeonatos, incentivando a prática do esporte e o surgimento de equipes amadoras como o Viamão Raptors. Agora, logo após completar seu quarto aniversário de existência o primeiro time de futebol americano de Viamão se prepara para estrear em seu primeiro campeonato profissional, a Copa RS de Futebol Americano que é disputada entre as equipes que não participam dos campeonatos nacionais e regionais.

Nos Estados Unidos o esporte equivale ao nosso futebol em público, engajamento, verbas de publicidade astronômicas e nos sonhos dos jovens americanos. A Super Bowl, jogo final da competição nacional, lota estádios, bate records na televisão e leva os patrocinadores a loucura. Por lá o esporte é incentivado desde a escola e as grandes universidades oferecem bolsas de estudos e vagas em suas equipes aos alunos que mais se destacam no esporte.

Aqui tudo é muito novo, a própria Copa RS, por exemplo, está na sua segunda edição. Os anunciantes ainda ficam receosos em depositar seus recursos em equipes tão jovens e formadas por integrantes igualmente jovens. O Viamão Raptors, por exemplo, nasceu na curiosidade e paixão do cobrador de ônibus, Ariel Oliveira, 21 anos. O tempo e custos de deslocamento até Porto Alegre fizeram Ariel abandonar o time em que praticava e fundar o Raptors aqui em Viamão. Hoje a equipe é composta por mais de 70 pessoas entre comissão técnica e jogadores e iniciou nas redes sociais uma campanha para arrecadar dinheiro para conseguir competir: precisam de R$ 5.000 para custear uniformes, equipamentos, viagens para competir e a estrutura necessária para receber os times visitantes durante a Copa.

- Fica meu pedido aos moradores de Viamão para que apóiem o time que joga por vocês. Podem ter certeza que vamos fazer de tudo para trazer esta Copa para casa! – pede Ariel, agradecendo aos amigos e parceiros do time que já ajudaram na campanha.

Quem quiser ajudar o Viamão Raptors, basta acessar o financiamento no Catarse ou depositar diretamente na conta bancária do time.

 

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS