Sabado, 16 de DEZEMBRO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

meningite

"Não há surto de meningite", afirma prefeitura

por Vinicius Ferrari | Publicada em 21/11/2017 às 10h16| Atualizada em 28/11/2017 às 15h37

A semana começou com polêmica nas redes sociais em Viamão. Uma postagem anônima em uma página do Facebook alertava sobre um possível caso de meningite, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Vinte de Setembro, na região das Augustas. Segundo o texto um aluno da Escola faleceu em decorrência da doença e a Secretaria de Saúde de Viamão estaria acobertando o caso. 

O Diário de Viamão recebeu uma nota da prefeitura que admite ter ocorrido um caso da doença no município e que todas as medidas de segurança sanitária estão sendo tomadas para conter novos casos. Segundo a nota, não há surto de meningite em Viamão. Abaixo reproduzimos a nota na íntegra.

Meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o sistema nervoso central no cérebro. É uma doença séria que pode ser fatal. A causa mais comum é uma infecção por bactérias, fungos ou vírus (mais frequentemente). Entre outros, o sintoma que mais chama a atenção para o problema é a rigidez na nuca.

A doença pode atingir pessoas de todas as idades, sendo os idosos e as crianças os que mais correm riscos, principalmente menores de dois anos, pois o sistema imunológico do bebê ainda não é completamente maduro. A confirmação do diagnóstico é feita por meio do exame do líquor (líquido retirado da espinha), coletado por médico numa punção.

O QUE DIZ A NOTA DA PMV

A Secretaria Municipal de Saúde comunica a ocorrência de um caso de meningite em Viamão. A Equipe de Vigilância Epidemiológica, do Departamento de Vigilância em Saúde – DVS, salienta que todas as medidas preventivas e de bloqueio foram implementadas a partir dos protocolos vigentes e das orientações do Centro Estadual de Vigilância em Saúde – CEVS/SES-RS.

Em função do ocorrido, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde iniciou a investigação epidemiológica para identificar as pessoas que tiveram contato direto com o enfermo, para posterior realização do bloqueio. A equipe esteve na escola em que o paciente frequentava, avaliando os possíveis contatos de risco para, a partir disso, determinar a avaliação da condição vacinal de todos os alunos para posterior atualização das vacinas conforme calendário vacinal.

A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que NÃO HÁ SURTO DA DOENÇA e nenhum outro caso suspeito está em monitoramento. Para considerar-se um surto, há determinados fatores e condicionantes que devem se aplicar ao território no qual os casos foram notificados, o que não se verifica até o presente momento. Importante frisar que a doença transmite-se de pessoa a pessoa por meio de secreções respiratórias de pessoas infectadas, assintomáticas ou doentes. A partir disto, medidas de cuidado e prevenção devem ser adotadas como:

  • Identificação precoce de possíveis doentes;
  • Higienização adequada e frequente das mãos;
  • Proteção da boca e nariz ao tossir e/ou espirrar (etiqueta respiratória);
  • Manutenção de ambientes arejados e limpos;
  • Monitorar o calendário vacinal de crianças e adolescentes, e mantê-lo em dia;

Diante de febre, rigidez de nuca, fraqueza, dor de cabeça, vômitos, falta de apetite e irritabilidade (gemência), procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo de sua residência.

 

 

 

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS