Segunda, 17 de JUNHO de 2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

saúde mental

Viamão tem nova associação de proteção aos autistas

por Tainá Rios | Publicada em 05/06/2019 às 17h08| Atualizada em 10/06/2019 às 10h12

As escolas viamonenses já foram destaques por causa do aumento de matrículas de alunos diagnosticados com o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Segundo os dados levantados pela nossa repórter, no ano de 2016 a rede pública de Viamão contava com cerca de 60 alunos, e em 2019 subiu para 170, distribuídos nas 62 escolas. Para integrar ainda mais esse tema, pais e professores de alunos autistas se uniram e criaram a Associação Amigos dos Autistas de Viamão (AMAV).

O principal objetivo da AMAV é defender os direitos e interesses das pessoas portadoras de autismo e de seus familiares. A associação está na fase inicial, com formação de chapa para eleições. O maior interesse do grupo é a união em prol da causa tão necessitada. Aos interessados, a AMAV irá realizar a primeira Assembleia Geral Ordinária no dia 15 de junho de 2019, sábado, a partir das 16h. A reunião tem como objetivo realizar eleição e possa da Diretoria Executiva e apreciação, discussão e votação do Estatuto Social para a entidade.

A assembléia ocorrerá na Escola Setembrina, na Av. Bento Gonçalves, número 1452, no bairro Tarumã.

Juntos seremos mais fortes

A associação que está surgindo em tem como objetivo principal defender os interesses e direitos das pessoas com Autismo e suas famílias. Para que isso aconteça, o grupo promoverá atividades de formação e conscientização, além de atendimentos terapêuticos. Ao longo do ano, algumas atividades serão propostas para a comunidade, como exemplo, lazer, recreação e palestras para adolescente com preparação para o mercado de trabalho.

Segundo a Jociane Costa dos Santos, mãe do Emerson, 15 anos, portador do autismo, a instabilidade emocional de muitas famílias é abalada após o anúncio dos diagnósticos.

- Quando o Emerson tinha 8 anos, eu não achei nenhum atendimento na cidade de Viamão e só fui encontrar em Porto Alegre. Precisei alugar casa em outra cidade para que meu filho tivesse aula com profissionais adequados – explica Jociane, que concorre como presidente em uma das chapas para a AMAV.

Após as eleições, o primeiro passo será conseguir um espaço para a sede e buscar profissionais que possam atender o público, pois segundo o diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA) é necessário um acompanhamento multiprofissional. Além disso, e muito importante, é o acompanhamento familiar.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS