Quarta-feira, 18 de JULHO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

lançamento da GM

Nelson Silveira, diretor de Comunicação da General Motors falou sobre expectativas otimistas da GM no mercado brasileiro depois de apresentar a nova S10

GM lança uma nova S10, que só falta falar

por Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 01/09/2017 às 10h22| Atualizada em 06/09/2017 às 15h32

Reportagem publicada no Seguinte:, site parceiro do Diário de Viamão

 

--- Nós somos otimistas. Otimistas cautelosos porque entendemos que a economia está voltando a crescer e o mercado automotivo, no nosso entendimento, deve ter um aumento de 7% a 8% neste ano, chegando a algo em torno de 2,5 milhões de unidades comercializadas.

Foi o que disse nesta quinta-feira, com exclusividade para o Seguinte:, o diretor de Comunicação da General Motors (GM) no Brasil, Nelson Silveira, logo depois do lançamento dos modelos 2018 da picape S10 , no estande da marca no Parque Assis Brasil, em Esteio, onde acontece a 40ª Expointer.

O otimismo estilo moderado-conservador-cauteloso da GM para com o futuro da economia do Brasil se mantém para o ano que vem, mesmo que 2018 seja um ano eleitoral, de acordo com Nelson Silveira.

--- Dependendo do que acontecer esperamos que o setor (automotivo, como um todo) possa vender entre 2,4 e 2,6 milhões de veículos no ano que vem, quando acreditamos que a economia deverá continuar com um crescimento positivo na mesma faixa de 2017 --- afirmou.

 

Nova S10

 

Sobre os novos modelos o diretor de Comunicação da GM disse ao colunista nesta quinta que a expectativa é de “muito boas vendas” considerando as inovações tecnológicas introduzidas na linha de montagem das picapes 2018, ao ponto de manter a S10 como líder de vendas no segmento, posto que ocupa há 20 anos mas que está sendo seriamente ameaçado, neste 2017, pela sua principal concorrente, a picape Hilux, da Toyota.

No ano passado a GM e sua S10 perderam a liderança no mercado nacional das picapes para a Toyota com sua Hilux. A japonesa emplacou 34.031 picames enquanto a norte-americana ficou em 26.558.

--- A gente (GM) está sempre evoluindo nossos produtos porque o consumir é muito exigente. O homem do campo quer tecnologia e por isso temos aprimorado cada vez mais a S10 que é para nos mantermos a frente no mercado --- explicou.

Silveira admite as dificuldades enfrentadas em relação à concorrente Hilux e disse que neste ano o mercado vem sendo disputado “carro a carro”, afirma que a GM já está recuperando espaços e que bateu a Toyota em julho e neste mês de agosto, com mais S10 vendidas do que a Hilux.

O lançamento da S10 Flex com transmissão automática, conforme Nelson Silveira, aumentou em mais de 40% as vendas do modelo que estão fechando este mês com cerca de 1.500 emplacamentos contra uma média de 700/800 carros vendidos antes da colocação do novo modelo no mercado.

 

Confira o vídeo com Gilberto Sasaki explicando ma evolução da S10.

 

Detalhes técnicos

 

Fui, vi e conferi.
Abaixo, detalhes técnicos dos novos modelos S10 que me foram passados hoje, na Expointer.

 

De acordo com pesquisas do marketing da Chevrolet, 87% dos compradores da picape S10 preferem as versões automáticas, mais o dobro e um pouco mais do que há 10 anos. A maior parte das vendas da picape, que representa 57% do total, corresponde às versões com motor flex.

Não é por nada que a marca resolveu oferecer versões flex automáticas na linha 2018. O modelo já está sendo entregue nas concessionárias e quase a totalidade da rede chega ao final deste mês de agosto com a picape na vitrine.

Os preços das automáticas flex começam em R$ 107.990,00 - versão LT 4x2 flex automática com motor 2.5, de quatro cilindros, injeção direta (sem tanquinho auxiliar de partida a frio), 206 cv de potência e 27,3 kgfm de torque.

A caixa automática tem seis marchas, nova calibração e novos componentes (como o controle eletrônico de escorregamento do conversor de torque) para trocas mais suaves e rápidas, segundo o que foi explicado na apresentação de hoje.

Uma das novidades é a adoção do padrão global de identificação do nome do veículo e da versão pela carroceria. O logotipo “S10” agora está na parte inferior das portas dianteiras e na esquerda da tampa da caçamba. No lado direito da mesma tampa está a identificação da versão.

A versão top de linha - LTZ - tem direção elétrica progressiva inteligente, alerta de colisão frontal, alerta de saída de faixa, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis e lanternas com LED, banco do motorista com regulagem elétrica, sistema OnStar Exclusive e multimídia MyLink.

 

O pêndulo

 

A transmissão automática de seis marchas da Chevrolet S10 diesel recebeu um pêndulo, que é como se pode chamar o sistema Centrifugal Pendulum Absorber (CPA). A novidade faz a caixa acoplar mais rápido, reduzindo vibrações e aumentando a eficiência energética em até 13%. O gerenciamento elétrico também foi modernizado para identificar quando o alternador não é necessário, melhorando a força do motor.

Na versão diesel 4x4, o consumo passou de 8,0 km/l na cidade para 8,9 km/l, melhora de 0,7 km/l. Já na estrada a nova picape passou de 9,2 km/l para 10,6 km/l, evoluindo da nota E no segmento para B. Na versão 4x2 foi de 8,4 km/l (cidade) e 10,4 km/l (estrada), para 8,8 km/l e 10,8 km/l.

A Chevrolet S10 manteve, entretanto, a motorização. Tem o 2.5 flex de 206 cv e 27,3 kgfm de torque, com etanol, que pode ser combinado ao câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas. Na opção diesel quem empurra é o 2.8 turbo de 200 cv e 51 kgfm de torque. As transmissões são iguais as do modelo flex.

 

 

Ruído, que ruído?

 

De acordo com a explanação feita por Rogério Sasaki e Paula Paiani, do marketing da montadora que tem sede em Detroit, estado do Michigan, nos Estados Unidos, a maior novidade da S10 2018 é conforto. O nível de ruído diminuiu praticamente a zero na cabine. Para o passageiro parece um automóvel flex e nunca uma picape diesel.

O motorista percebe mais por causa  dos pedais, mas é muitíssimo menos do que o ruído e vibração do  modelo anterior. Vantagem para a Chevrolet S10 na briga pela liderança com a Hilux da Toyota.

A Chevrolet S10 2018 tem novo painel de instrumentos com um novo computador de bordo. Emprega o sistema soft touch no acabamento além de ter aparência premium. A central multimídia é a MyLink 2 que conta com GPS integrado.

 

PARA O CAMPO

 

A Chevrolet manteve a tradição de oferecer um excelente produto principalmente para quem quer uma picape para o trabalho pesado, como exige o homem do campo. Se “apertar” mais um pouco, o novo modelo é capaz até de falar!
Ou será que já fala?

 

 

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS