Quarta-feira, 17 de JULHO de 2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

economia

Fazenda Quinta da Estância é destaque no cultivo de Oliveiras

por Redação | Publicada em 20/02/2019 às 11h06

Em 2011 a Fazenda de Turismo e Eventos Quinta da Estância, sob a liderança do empresário Lucídio Morsch Goelzer, plantou, em parceria com a Embrapa, um pomar de pesquisa com 25 espécies de Oliveiras na cidade de Viamão, o objetivo era identificar se a região poderia ser produtora de Azeitonas de altíssima qualidade. Nove anos se passaram e a primeira colheita foi realizada, consolidando o espaço muito próprio para cultivo de Oliveiras diante de outros municípios do estado gaúcho.

Atualmente são mais de 2.500 árvores com diversas espécies de azeitonas para produção de um Azeite de Oliva Extra Virgem Premium com um sabor único, desenvolvido com todo o carinho pela Família Goelzer.

- Nos aprofundamos no estudo do Cultivo de Oliveiras para produzir um Azeite único de altíssima qualidade - enfatiza Lucídio, idealizador do projeto.   

Nesta 1ª colheita está prevista a produção de mais de 1.000lts de Azeite Extravirgem Premium, para os próximos anos é previstos uma quantidade de 6.000 a 8.000lts, anualmente. A Quinta da Estância, sempre em consonância com a sustentabilidade, utiliza um sistema de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) no cultivo das azeitonas.
 


O cultivo de Oliveiras no Brasil

Segundo dados do IOOC (International Olive Oil Council, organismo sediado em Madrid) na safra 2017/2018 o Brasil importou 70 mil toneladas de azeite de oliva. E, diante do mercado internacional, os brasileiros ficam no ranking de maiores importadores de azeite de oliva, superados por EUA e China.

Entre os anos 1990 e 2013, as importações brasileiras cresceram em média de 440%, enquanto o consumo brasileiro de azeite de oliva cresceu de 0,14 litros/habitante/ano para 0,35 litros em 15 anos. Os estados do sul do país, assim como o Uruguai, são favorecidos pelo clima, pois estão localizados na mesma latitude dos países mediterrâneos, considerados os maiores produtores de Oliveiras. A oliveira necessita de temperaturas que oscilem entre 10°C e 30°C, com pouco ou nenhum excesso de umidade no ar.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS