Quinta-feira, 22 de JUNHO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

estúdio inaugurado

Cinema e TV: tudo que o Tecna trouxe - e ainda vai trazer - para Viamão

por Redação com assessoria | Publicada em 02/05/2017 às 14h24| Atualizada em 05/05/2017 às 19h13

 

Foi inaugurado na quinta-feira um dos mais modernos estúdios de cinema e televisão do Brasil – e ele fica aqui, em Viamão. O Centro Tecnológico Audiovisual do Rio Grande do Sul (Tecna) fica na sede do Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc) da Pontifícia Universidade Católica, ali onde era o antigo Seminário de Viamão.

Ao custo de R$ 6,5 milhões, de um total de R$ 27 milhões de todo o projeto que ainda prevê outras duas etapas até 2018, o estúdio quer ser uma referência para a indústria audiovisual, fora do eixo Rio-São Paulo.

– É o estúdio mais recente inaugurado no Brasil e por isso nos dá a possibilidade de ter uma tecnologia de ponta. Ele nasce de uma integração da universidade com o poder público e o setor privado, está sediado dentro de um parque tecnológico, e esse arranjo faz com que a proposta seja assim, tão contemporânea, com uma estrutura moderna e requitada – disse a coordenadora do Tecna, a professora e produtora Aletéia Selonk.

O estúdio tem 300 m² e possui paredes com isolamento acústico e piso acústico flutuante com sistema antivibração, além de grids modulares ajustáveis e uma área disponível para instalação de switch de vídeo e de áudio acopladas. Ao lado, há salas de apoio com camarins, banheiros, figurino, área de arte e áreas de base de produção.

A intenção é estimular a produção de conteúdo e de publicidade em nível nacional e até internacional, e também ser um apoio para pesquisa e ensino de práticas do audiovisual para estudantes de graduação, extensão e pós-graduação, e não só da PUCRS.

 

O estúdio e o ecossistema criativo

 

O Tecna terá uma dinâmica diferente de outros grande estúdios, que costumam disponibilizar equipamentos e profissionais. A ideia é oferecer a estrutura, apenas, na tentativa de ativar o mercado – e criar ao redor do Tecna um ecossitema criativo mais competitivo.

O local também será um ponto de capacitação. Cursos relativos às práticas de produção audiovisual estão previstos ainda para este ano.

O projeto é um anseio antigo da classe audiovisual e está em fase de desenvolvimento dentro da PUCRS desde 2011. Foi quando a universidade definiu a estrutura desejada e iniciou a captação de recursos junto ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, à Secretaria Estadual de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, à Finep (Financiadora de estudos e projetos) e à Fapergs (Fundação de Amparo à Pesquisa do RS).

– A gente está resgatando uma demanda histórica, de mais de 30 anos. Quando surgiram as primeiras associações e entidades de classe do setor audiovisual, todas quiseram e entenderam esse papel de agregar qualidade e aumentar a competitividade da produção local. Mas essa ideia ficava oscilando e não dava tempo dos projetos se concretizarem – lembra ela.

– Nas últimas semanas já fizemos várias reuniões com empresários e, agora que apresentamos o estúdio, já vamos poder fechar as primeiras iniciativas – completa.

 

Profissionais comemoram

 

A notícia foi recebida com entusiasmo por profissionais do audiovisual.

– Foi uma união de forças muito grande até chegar a esse estúdio e ele é tão necessário. É um lugar para se fazer tudo. E é só a primeira etapa, vai aprimorar muito mais – comenta a produtora e cineasta Luciana Tomasi.

Para o também cineasta Gustavo Spolidoro, o estúdio não deve em nada ao que se vê em São Paulo e Rio de Janeiro.

– A gente esperava por um lugar assim desde que surgiu o cinema no Rio Grande do Sul. Dá melhores perspectivas para se fazer filmagem com tudo o que é necessário para isso – diz.

 

Próximas etapas

 

Ao todo, o Tecna captou R$ 27 milhões para investir na estrutura direcionada a produções de cinema e TV. É uma iniciativa da PUCRS, em conjunto com a Fundacine e o governo do estado.

A segunda fase do projeto está prevista para ser inaugurada no final deste ano e inclui um laboratório de animação e efeitos visuais, além de uma sala para renderização de imagens de mixagem de som.

Já a terceira etapa, que deve ser concluída em dezembro de 2018, abrange um estúdio ainda maior, com 450 m², e um espaço para construção de cenários, desenvolvimento de figurinos, espaços de apoio a produção e alocação de acervo.

LEIA TAMBÉM

Nosso pedacinho de Hollywood vai estreiar

 

 

Telefones:
Depto Comercial - 51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação - 51 3046-6114 - Ramal: 202
ADM/Financeiro- 51 3046-6114 - Ramal: 200

Expediente:
Rodrigo Becker - Editor-Chefe
Bruna Lopes - Repórter
Maiara Tierling - Administrativo
Rosângela Ilha - Diretora
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS