Sexta-feira, 19 de ABRIL de 2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

arte

Arte contemporânea discute coditiano em Viamão

por Tainá Rios | Publicada em 05/04/2019 às 17h23| Atualizada em 12/04/2019 às 23h42

Pela primeira vez, os brasileiros podem conferir as obras e instalações do artista Carlos Goulart. A exposição reúne mais de 60 trabalhos do artista gaúcho, incluindo fotografia, vídeoarte, instalações, arte postal e livros. Boa parte do material exposto são obras apresentadas ao redor do mundo. O material foi recentemente incorporado ao acervo artístico da Fundação Vera Chaves Barcelos por meio da doação realizada pela fundação Art Zone – instituição holandesa criada por Goulart, ainda em vida. A primeira exposição chama-se Quando o horizonte é tão vasto com curadoria de Fernanda Soares da Rosa.

O público poderá conferir todas as obras no dia 06 de abril, sábado, das 11h às 17h.

Ao escolher as instalações que seriam expostas, a curadora decidiu apresentar um pouco de tudo que o artista sabia fazer: figuras, fotografias, carimbos para cartões postais, vídeos e fragmentos de desenhos que geram outras imagens. Segundo ela, cada peça artística pode ser debatida em várias disciplinas escolares.

- Esse olhar peculiar do artista poderá fazer o aluno ou o professor a olhar o cotidiano de uma forma diferente. Quando conseguimos conectar essas coisas, não fica tão distante assim a arte contemporânea – ressalta Fernanda Soares da Rosa.


Arte e educação

A aproximação das escolas com a Fundação se dá por meio da parceria com a Prefeitura de Viamão, que disponibiliza vagas para educadores no curso prático sobre história da arte. Além disso são realizadas visitas guiadas com alunos da rede municipal. A coordenadora do Setor Educativo, Margarita Kremer, afirma que Carlos Goulart aborda, em todas as obras, o cotidiano. Em muitos casos a mais pura realidade, onde nos cegamos para não enxergar a verdade dos fatos.

Outro fato interessante é a intervenção artística dentro da cidade. Goulart realizou em vários municípios instalações nos muros e nas calçadas. A intenção da Fundação é repetir o fato com alunos e professores ao longo do período da exposição. A visitação segue até dia 20 de julho, sempre com entrada gratuita. Visitas mediadas podem ser agendadas no e-mail educativo@fvcb.com.

 

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS