Sabado, 16 de DEZEMBRO de 2017

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Diário de Viamão Coberturas

Jones e um aniversário do tamanho de 2018

por Rafael Martinelli e Silvestre Silva Santos | Edição de imagens: Guilherme Klamt | Publicada em 05/12/2017 às 17h15| Atualizada em 08/12/2017 às 08h57

O Diário fez uma cobertura especial em reportagens, vídeos e áudio do aniversário do deputado federal Jones Martins. Confira como foi - e as repercussões. Ao fim da matéria, tem um clipe da festa

Os ares da eleição chegaram onze meses antes a Gravataí, com o peso político e as repercussões imediatas do aniversário de Jones Martins, abraçado por seis prefeitos, vices, ex-prefeitos e vereadores de diferentes partidos da região metropolitana e interior, numa festa para mais de mil pessoas sexta no CTG Aldeia dos Anjos.

Além de mostrar influência regional com a presença de Miki Breier (PSB) e Maurício Medeiros (PMDB), prefeito e vice de Cachoeirinha, Darci Lima da Rosa (PRB) e Jean Medinger (PSD), prefeito e vice de Glorinha, Luis Carlos Busato (PTB), prefeito de Canoas, e Paulo Ritzel, ex-deputado e a 3 mil votos da eleição à Prefeitura de Novo Hamburgo, o deputado federal de Gravataí recebeu delegações do interior, como a comandada por Irton Feller (PMDB), eleito pelas urnas em Parobé.

Em Gravataí, confirmou-se o que todo mundo já sabia: a dobradinha entre Jones e a primeira-dama Patrícia Alba em 2018 logo sai das agendas institucionais e partidárias para os roteiros em Gravataí, região metropolitana e pelas estradas do interior gaúcho.

– Ainda nos verão muito juntos – brincou Jones, no discurso onde tinha ao lado a esposa Cristina, as filhas Bruna (23), Luana (18), Helena (2), as irmãs Sivonete, Suenir, Soneli, Sidneia e o irmão, Juacir, vereador entre 89 e 92 e sua influência primeira na política ao lado do prefeito Marco Alba, a quem chamou de “meio irmão mais velho, meio pai”.

– A mudança se faz dentro da política – disse Patrícia, quase como uma admissão da candidatura e da estreia como protagonista após acompanhar duas décadas de campanhas de Marco.

A advogada foi uma das estrelas da noite ao ser chamada ao palco como representante das mulheres e depois circular pela festa entre intermináveis cumprimentos, abraços e selfies.

Todo governo – e gente da oposição

 

A projeção de que Jones e Patrícia serão as candidaturas ‘oficiais’ do governo era cada momento reforçada pela chegada de secretários municipais, inclusive de outros partidos como o ex-vice-prefeito Francisco Pinho (PSDB), e de todos os vereadores da base governistas com exceção do presidente da Câmara Nadir Rocha (PMDB) – já em disputa aberta com Jones pela candidatura a prefeito em 2020 – além de personalidades da política local como o ex-prefeito Edir Oliveira (PTB).

Causando trocas de mensagens que avançaram na madrugada em grupos de WhatsApp de partidos, até a gente da oposição passou pela fila da foto ao lado de Jones, como o vereador Dilamar Soares (PSD). Ou então apareceu no selfie de rede social, como o ex-vereador Elio Bitelo, vice-presidente do PSB do presidente Paulo Silveira – um dos, se não o maior crítico do governo Marco Alba e dos votos de Jones e o PMDB de Michel Temer.

Mas, mesmo que fosse um aniversário e não uma convenção partidária ou ato de campanha, a presença de Miki Breier segue o assunto, até esta segunda-feira – e certamente além. Além de representar no palco os prefeitos convidados, Miki elogiou o mandato de Jones, a quem chamou de “um irmão na política” e defendeu a necessidade de mantê-lo em Brasília.

Ao lado, seu número 1, Juliano Paz, um jovem que carrega no histórico político ter convidado Miki e José Stédile para trocar o PT pelo PSB, além de ter comandado o movimento mais forte de divórcio entre socialistas e petistas ao, em 2000, concorrer a vice de Marco Alba, em Gravataí.

– Isso aí tem cara de plano B – fazia a leitura, fumando um cigarro na rua, uma personalidade da aldeia com 30 anos de vivência entre políticos e campanhas.

Entre um e outro chope Prost Bier, as especulações eram de que, se Stédile (presidente estadual do partido e cuja rota já colidiu com Miki) tentar conduzir o PSB para uma aliança com o PDT de Jairo Jorge, e em Gravataí de Daniel Bordignon, pode em Cachoeirinha, maior município governado pelo partido, ser aberta dissidência em apoio à reeleição do governador José Ivo Sartori (PMDB).

: Selfie do vereador Dilamar apareceu no telão, tendo ao lado Elio, vice do PSB

Da revolução a Brasília

 

Como a eleição não começou no calendário, pelo menos nos microfones, ao vivo ou nas mais de cem entrevistas gravadas, as menções a 2018 foram trocadas por histórias de amizade, como a relação de Jones com Ocimar Pereira, companheiro de movimento estudantil e de MR-8 – o ‘movimento revolucionário’ do velho MDB.

– Vamos fazer a revolução – brincou o amigo.

Ou com o empresário Carlos Pacheco, que deu o primeiro emprego para Jones, na concessionária de veículo Carro do Povo.

Além das falas políticas com 2129 quilômetros de elogios à desenvoltura com que o aniversariante circula pela capital federal e leva pela mão prefeitos, vereadores, políticos e empresários pelo Congresso e ministérios.

– O Jones está ajuda muito Parobé a ter uma UPA – exemplificou Irton Feller, eleito nas urnas mas ainda tentando garantir a posse na justiça.

– Em nosso pior momento, o Jones ajudou Cachoeirinha na liberação de recursos – atestou Miki.

– A UPA e muitos avanços na saúde de Gravataí tem a participação do Jones – também reconheceu Marco Alba.

– Não por menos o Jones está entre os 15 melhores parlamentares do Brasil – lembrou o vereador mais votado de Gravataí Paulinho da Farmácia, sobre a premiação recebida pelo colega de partido em avaliação da entidade Ranking dos Políticos.

No caminho do meio

 

Além de antes de assumir como deputado no ano passado Jones acumular a experiência de quase uma década como assessor do Ministério da Saúde, conselheiro do Grupo Hospital Conceição e secretário da Saúde de Gravataí, inegável que portas abriram para ele em Brasília pela coragem ao defender o governo de um presidente eleito para ser vice e cuja aprovação tem como teto a margem de erro nas pesquisas.

O custo dessa confiança, Jones pagou ao virar alvo do Jornal Nacional quando decolou no cenário político ao ser cotado como relator da primeira denúncia da Procuradoria Geral da República contra Temer, ou ao receber críticas nas redes sociais pelo voto favorável à reforma trabalhista e pela defesa da reforma da Previdência.

Não diretamente, mas obviamente nisso, centrou seu discurso:

– Vivemos momentos difíceis na vida pública, de criminalização da política, de muita polarização, de extrema direita e extrema esquerda, onde as pessoas não querem uma posição de centro, de equilíbrio, e parece não ter tempo ou paciência para argumentos: querem saber se você é a favor ou contra, querem 8 ou 80.

– Mas eu acredito na política, nos partidos, na democracia, em mudar o país para melhor nas urnas, no voto, na escolha e na participação de homens e mulheres de bem. Não há outro caminho que não seja a política.

 

De fora da política

Na festa toda registrada em vídeo, e onde selfies postados pelos presentes eram projetados em dois telões nos salões lotados do Aldeia, personalidades do empresariado, profissionais de renome na cidade e representantes de entidades comunitárias também foram abraçar Jones.

– É um amigo a quem conheço de longa data e que já fez muito por nós. Como deputado, o Jones é o nosso procurador aqui na aldeia dos anjos – disse Valecy Cabeleira Bitelo, dono do maior cartório de Gravataí.

– Eu tenho a convicção de que Gravataí está muito bem e tem recebido grandes ajudas porque temos o Jones como deputado em Brasília – disse José Rosa, presidente do Sindilojas.

– O Jones é um grande apoiador da cultura popular – disse Rita Virgínia Bittencourt, presidente da escola de samba Acadêmicos de Gravataí.

 

Ponte para o futuro

Com um currículo extenso para os 46 anos recém completos e mostrando conhecer cada vez mais os caminhos dos carpetes verdes e azuis do Congresso, além de ter conquistado um passaporte vip ao tapete vermelho do Palácio do Planalto, Jones mostrou em seu território que está no jogo pela reeleição como candidato do governo da terceira economia gaúcha e terra da GM.

E o ano de 2018 é a ponte para seu sonho de ser o candidato a prefeito em 2020.

Assista ao vídeo da festa

 

 

 

 

Administrativo/comercial
51 3046-6114 - Ramal: 200
Redação
51 3046-6114 - Ramal: 202

redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari - repórter
Guilherme Klamt - repórter/imagens
Silvestre Silva Santos - editor/economia
Maiara Tierling - administrativo/comercial
Rosângela Ilha - diretora
Roberto Gomes - diretor
Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS