Domingo, 18 de NOVEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

transporte público

Foto: Comunicação CMV

Câmara abre CPI para investigar transporte público

por Vinicius Ferrari | Publicada em 03/07/2018 às 19h25| Atualizada em 05/07/2018 às 15h43

A Câmara de Vereadores de Viamão, acaba de aprovar, agorinha mesmo, a criação da CPI do Transporte Público, que vai apurar possíveis irregularidades no sistema de transporte público do município.

É claro que no bom português o nome da CPI poderia ser Empresa Viamão, já que a garagem opera quase sozinha as linhas de ônibus municipais e intermunicipais da cidade. 

 

Mas o que leva vereadores a investigar o maior empregador da cidade?

Bem, se o amigo leitor fez a pergunta deve ou andar de carro ou não morar em Viamão. Muito antes de se começar a falar em licitação ou das jornadas de junho, o viamonense já reclamava do transporte público. Seja das esperas intermináveis nas filas, seja pelas condições dos veículos, e mais recentemente pelos aumentos no preço da passagem. Se antes as reclamações eram feitas nas paradas dos ônibus ou durante as viagens, agora até ela participou da inclusão digital dos últimos anos, e ganhou os perfis e grupos de Facebook. Quer ver? Experimente abrir qualquer grupo de Viamão e digitar ônibus no buscador. 

O foco da CPI porém, será a famosa planilha de custos da empresa, que define o cálculo tarifário. No último mês o viamonense viu a passagem do semi-direto subir para R$ 8,60, o pinga-pinga para R$ 6,20 e o passe municipal para R$ 4,30. Se os dois primeiros foram aprovados pela AGERGS, a municipal foi decretada pela Prefeitura de Viamão, todos com base no tal cálculo.

Por fim, o que leva os vereadores a investigar o maior empregador da cidade é o fato que este é justamente o trabalho dos 20 senhores e 1 senhora que elegemos em 2016. O papel da CPI, aprovada por unanimidade pelos vereadores, é investigar se a Empresa Viamão e as outras poucas que prestam o serviço em Viamão, estão cumprindo com honestidade e transparência o dever para que elas foram licitadas.

Caso os vereadores não achem nenhuma irregularidade nas planílhas de custos das empresas, vão confirmar os prêmios de qualidade que os letreiros dos ônibus exibem enquanto estão sem passageiros.

Nas próximas sessões os líderes de bancada devem indicar seus representantes para compor a CPI, que terá 120 dias para apresentar o resultado dos trabalhos.

Agora é pagar a passagem, passar pela roleta e sentar na janelinha para esperar a conclusão da tão esperada CPI.

 

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS