Terça-feira, 11 de DEZEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

não foi desta vez

Nenhum viamonense se elege

por Vinicius Ferrari | Publicada em 07/10/2018 às 22h13| Atualizada em 15/10/2018 às 10h32

Pelo menos pelos próximos quatro anos Viamão vai continuar sem um deputado. Essa foi a vontade dos eleitores viamonenses que foram as urnas neste 7 de outubro, em um pleito que carimbou o passaporte de Luis Carlos Heinze e Paulo Paim para o senado, Eduardo Leite e José Ivo Sartori no segundo turno no governo do estado e Jair Bolsonaro e Fernando Haddad na disputa pelo planalto.

NOVO

O Novo, que em Minas vai estar no segundo turno pela primeira vez no governo do estado e que aqui no Rio Grande do Sul elegeu Marcel Van Hattem como o deputado federal mais bem votado do estado, não elegeu Laura Ferraz a Assembleia Legislativa. A viamonense, conseguiu angariar 1.597 votos no pleito, o que não a elegeu deputada estadual, mas que a colocou de vez na política, se não na estadual, com toda a certeza nas atenções locais, afinal 2020 está logo ali. 

PP

O vereador André Gutierres, um dos herdeiros políticos da família em Viamão, embora tenha feito 5.856 votos, não conseguiu se eleger deputado estadual pelo Progressistas.

PSD

Maninho Fauri, que há várias eleições é o mais votado para a Câmara de Vereadores de Viamão também não se elegeu deputado estadual pelo PSD com os 8.046 votos recebidos.

Mauro Matiotti, dadefesa civil, também não conseguiu uma vaga pelo partido na Câmara Federal. O partido elegeu apenas um deputado no pleito e o viamonense ficou na 12ª suplência do partido, com 1.890.

PSDB

O PSDB, que governa o município de Viamão desde 2012, também não elegeu nenhum de seus candidatos do município. 

Sônia Schreiner, que se apresentou como Soninha Nova Era conseguiu apenas 306 apoiadores para sua campanha para deputada estadual.

Geraldinho Filho, ex-deputado federal e candidato oficial do governo municipal fez 18.412, sendo o 7º nome mais bem votado do partido no estado. Vale lembrar que mesmo não tendo garantido uma vaga, o PSDB está disputando o segundo turno no governo do Estado, que pode pode levar alguns deputados eleitos a compor o secretariado de um possível governo Eduardo Leite. 

Engenheiro Nilton Magalhães, que nunca havia concorrido a nenhum cargo público levou 17.423 em sua estreia nas urnas. Das duas vagas conquistadas pelo PSDB/RS na Câmarados Deputados, o engenheiro que fez carreira na prefeitura é o ficha 5. Não seria surpresa se Nilton conseguisse assumir uma cadeira, mesmo que temporariamente em Brasília. 

PSOL

O PSOL, que vem se destacando na polítia local como ferrenho opositor ao governo tucano, não elegeu Guto Lopes, vereador de primeiro mandato e um dos fundadores do partido, deputado federal. Os 5.645 votos que Guto fez o colocam como ficha 3 para assumir a vaga conquistada pela vereadora porto-alegrense Fernanda Melchionna. 

Romer Guex, ex-vereador e duas vezes candidato a prefeito, conquistou 49.005 votos pelo PSOL para o senado. A votação é bem expressiva e já é uma prévia para a eleição de 2020. 

 

PV  

O partido verde lançou o ex-conselheiro tutelar Chiquinho Mariano a Assembleia Legislativa. Chiquinho fez 1.857 votos, o sétimo melhor desempenho dos verdes.

Mais abaixo na lista, Rodriguinho, ganhou a confiança de 266 pessoas que lhe deram votos para deputado estadual.

 

 

 

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS