Quarta-feira, 14 de NOVEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

opinião

Galera Curtição: o que a escola pública realmente merece

por Vinicius Ferrari | Publicada em 26/10/2018 às 15h10| Atualizada em 29/10/2018 às 10h39

As luzes baixam e uma contagem regressiva começa no telão no fundo do palco. Cinco, quatro, três, dois... um. Pelo meio dos telões, lá de traz, um apresentador cabeludo usando o microfone da Sandy&Junior e vestindo jardineira jeans se apresenta para um batalhão de alunos eufóricos gritando com pompons na mão. Quem foi criança nos anos 90 lembra na hora do Passa ou Repassa apresentado pelo Celso Portiolli no final da tarde do SBT, mas não, não é um programa de televisão. É um projeto para crianças e adolescentes desenvolvido pela Prefeitura de Viamão.

Conheci o Galera Curtição pela primeira vez quando estagiei na Saúde da Prefeitura de Porto Alegre. Ouvia as Relações Públicas  conversando com o pessoal da agência que toca o projeto e confesso que não entendi muito bem a ousadia da empreitada. Vocês sabem que a cabeça humana é bem inventiva, e eu imaginava um programa de auditório sensacional. Anos depois, tive a oportunidade, aqui no Diário de Viamão, de descobrir que a minha cabeça não era inventiva, o projeto que é demais mesmo.

Contratado pela Prefeitura de Viamão, o Galera Curtição encerrou nesta semana sua segunda edição viamonense, com novidade: o Galera Kids onde cerca de 850 crianças entre 9 e 11 anos, dos 3º e 4º anos participaram da edição mirim do projeto que busca desenvolver o protagonismo juvenil ao incentivar jovens e adolescentes a discutirem temáticas ligadas à educação sexual, gênero, diversidade, prevenção de HIV/AIDS, uso abusivo de álcool, drogas, violências e bullying.

Basicamente, a grosso modo, as escolas se juntam em equipes e participam de provas e gincanas, além do tão esperado e ovacionado programa de auditório, que anima até o mais carrancudo espectador. Ao todo participam do projeto cerca de 6 mil estudantes de ensino fundamental das redes municipal e estadual. O projeto é tão legal que é admirado e prestigiado pela Organização das Nações Unidas.

- Esta experiência pode ser compartilhada em outros municípios, nacional e internacionalmente, para países com contexto parecido com o brasileiro se conseguirmos sistematizar esta metodologia. Um projeto como este é importante porque reúne as informações que vão qualificar adolescentes e jovens para governar suas vidas com mais inteligência – disse o representante da ONU, Caio Oliveira em uma das visitas ao projeto, em março deste ano.

Quem estudou em escola pública, como eu, entende a importância de um projeto bem construído, com investimento e ousadia. Qualquer profissional da saúde ou assistência social de Viamão seria capaz de dar uma palestra brilhante em sala de aula sobre os temas abordados pelo projeto, mas a grande sacada do projeto é justamente esta: falar sobre estes temas tão deliciados de uma maneira lúdica e leve. Uma leveza que o mundo está precisando.

Por fim, me arrisco a dizer que o Galera Curtição é um projeto que dá a escola pública o que ela realmente merece: respeito, admiração e investimento. Quem discordar deste texto, fique ligado aqui o Diário no próximo ano para saber quando será a próxima edição. Desça a rua dos Açores, tome um lugar no Centro de Cultura, e olhe para o rosto das crianças na platéia. Se isso não fizer você mudar de opinião, nada o fará.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS