Terça-feira, 11 de DEZEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

CPI do transporte público

Câmara realiza audiência pública sobre Transporte Coletivo em Viamão

por Redação | Publicada em 30/11/2018 às 15h54| Atualizada em 30/11/2018 às 16h13

A audiência pública sobre Transporte Coletivo que apresentou as propostas para a solução, a curto e longo prazo, do setor de transporte coletivo de Viamão ocorreu na noite da última quarta-feira, 28/11. Estavam presentes vereadores, autoridades da Prefeitura, das empresas Viamão e Vialeste, além de diversas entidades, cidadãos e usuários do transporte. A audiência aconteceu na Câmara Municipal de Viamão (CMV).

A audiência pública foi conduzida pelo presidente da CMV, Francinei Bonatto (PSDB), e teve a participação dos vereadores Evandro Rodrigues (PSDB) e Guguzinho Streit (PTB), presidente e relator da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que trata do tema na Câmara. De acordo com o presidente da CMV, Francinei Bonatto a proposta foi promover um debate abrangente acerca do transporte, estabelecendo um diálogo com todos os envolvidos.

- Queremos saber dos usuários do transporte como contribuir com melhorias neste serviço essencial para cerca de 19,2 mil usuários diários - fala Francinei Bonatto, com base em números divulgados pelas empresas de transporte da cidade.

O vereador Evandro Rodrigues, que preside a CPI, apresentou em seu discurso, um panorama geral da situação em que se apresenta o transporte coletivo de Viamão, enfatizando que todos precisam buscar um serviço público de qualidade.

- Tudo o que é público, é de todos nós. Temos que buscar um serviço de qualidade, para que as pessoas saibam que vão pagar um valor justo e desembarcar em um local adequado e seguro. Esperamos que a CPI, após esses meses de trabalho, possa efetivamente contribuir de maneira positiva com a população. Procuramos apontar reflexões e caminhos que possibilitem avanços para os usuários do transporte coletivo - disse Evandro Rodrigues.

O vereador Guguzinho Streit, relator da CPI, explicou a metodologia do trabalho de apuração.

- Nesta CPI, buscamos entender o cálculo da tarifa, algo que foi possível por meio de consultoria contratada, já que não somos técnicos no assunto. Estamos aqui para escutar a população e a empresa. Procuramos soluções, que serão apontadas no relatório final – esclareceu o vereador.

 

Transparência de dados

O presidente da CMV, Francinei Bonatto, também destacou a importância de contratação de uma consultoria para garantir a transparência em relação aos dados obtidos.

- A Comissão Parlamentar de Inquérito contou com a Consultoria Técnica, que foi contratada pela Câmara, com a ideia de auxiliar os trabalhos da CPI, apresentando um histórico do transporte coletivo do município e método de cálculo e revisão da tarifa. A consultoria é responsável pela divulgação dos dados que vão possibilitar o entendimento da situação do transporte coletivo aqui de Viamão - completou Bonatto.

 

O que pode influenciar na tarifa?

- Em 2013 há um marco em relação ao cálculo tarifário da cidade. Nós passamos a ter um controle sobre insumos da planilha tarifária, como diesel, pneus, quilometragem e passageiros. Em 2016, passamos a estratificar quem são os passageiros que andam no coletivo. Estamos indo além, temos o controle por meio de bilhetagem eletrônica - diz Marco Azevedo, representante da EPTV.

Azevedo explicou que todo reajuste de óleo diesel, por exemplo, não entra na tarifa, pois o cálculo tarifário é feito com base no ano anterior. O impacto de uma situação presente acontece normalmente no ano seguinte. Segundo membros da CPI, o relatório final deverá ser apresentado no próximo dia 18 de dezembro, com a conclusão dos trabalhos.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS