Quarta-feira, 20 de MARÇO de 2019

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

poder

André Gutierres é o novo presidente da Câmara

por Vinicius Ferrari | Publicada em 18/12/2018 às 20h31| Atualizada em 30/12/2018 às 12h31

A temporada 2018 de House Of Cards Viamão teve sua season finale agora a pouco, na Câmara de Vereadores, quando André Gutierres, Progressistas, foi eleito com 11 votos a nove (e uma abstenção) o mandatário do poder legislativo durante o ano de 2019. Tal qual o seriado da Netfix, que mostra os bastidores do poder no governo americano, a versão viamonense também teve reviravoltas, e muitas.

VAMOS DO INÍCIO

Eu já comentei com vocês que tudo começou quando, no início da legislatura, Progressistas, PSDB, PSB e PRB foram os partidos escolhidos pela, então, imensa base do governo para presidir o legislativo durante os quatro anos de mandato. Xandão Gomes emendou duas presidências, o que se fez possível por ser uma no último ano de uma legislatura e outra no início desta. Ou seja, nada que vá contra o regimento interno que proíbe que um vereador seja presidente em dois anos no mesmo mandato. Xandão foi embora e Francinei Bonatto foi empossado presidente no início deste ano, seguindo o tal acordo. No meio do caminho, porém, e em política sempre há um entretanto, Nadim Harfouche deixou o governo por não concordar mais com o projeto da mudança. André Gutierres, do mesmo partido, também abandonou a base quando votou a favor da abertura da CPI dos Transportes.
O Diário cantou a pedra já em julho, quando Gutierres rompeu com o governo, de que a saída total do partido da base poderia ser um problema para os acordistas. Tudo isso se concretizou nas últimas semanas, quando os vereadores começaram a discutir a presidência. 

AS CHAPAS

Acompanho as movimentação na Câmara desde 2009, portanto há quase dez anos. Esta foi a primeira vez, neste tempo todo acompanhando a CMV, que vi uma eleição tão rachada e disputada. Normalmente quem faz o acordo já tem a maioria absoluta dos votos, e portanto uma chapa 2 é quase sempre, protocolar. Desta vez a coisa foi diferente na medida em que os votos do acordão foram dividos em duas vertentes que oficialmente eram PPéDoGoverno X PPnãoÉdoGoverno, mas que pela boca miúda dos assessores e também pela voz de alguns vereadores, era BonattoXAndréPacheco. Segundo estes vereadores, o ex-prefeito Valdir Bonatto estaria articulando a manutenção do acordão enquanto o atual André Pacheco estaria costurando para que Guguzinho fosse o futuro presidente.

A chapa 1, eleita para 2019, foi a seguinte:

Presidente: André Gutierres – Progressistas

·         1º vice-presidente: Belamar Pinheiro – PSDB

·         2º vice-presidente: Dieguinho Santos – PSD

·         1º secretário: Dilamar de Jesus – PSB

·         2º secretário: Eraldo Roggia – PTB

Votaram a favor desta aliança ainda, os vereadores Francinei Bonatto, Edi Bagé, Xandão Gomes, Joaãozinho da Saúde, Márcio Katofa e Igor Bernardes.

A chapa 2, derrotada foi encabeçada por Guguzinho Streit, PTB, que inclusive contou com a presença do pai Gugu Streit, nome que vem sendo ventilado para concorrer a prefeito em 2020.

Guguzinho teve o apoio dos governistas Sérgio Ângelo, que em um discurso inflamado anunciou a saída do governo e Maninho Fauri, além de Evandro Rodrigues e Jessé Sangalli. A oposição votou junto com Guguzinho. Guto Lopes, Armando Azambuja, Adão Pretto e Rodrigo Pox. Nadim, que fez discurso dizendo que o colega pediu apoio do presidente estadual do partido, Celso Bernardi, que enviou comunicado pedindo o voto de Harfouche, se absteve na hora de votar.

NÃO FOI SÓ O PP

Nadim e André não são os únicos colegas de partido que divergiram na votação. Dieguinho Santos (PSD) votou contra a chapa do colega Maninho Fauri. Eraldo Roggia também divergiu de Guguzinho, participando inclusive da mesa do cunhado André Gutierres.

O RESULTADO

Mais que eleger um presidente, a eleição de hoje representou a primeira racha significativa na base do governo que vinha até aqui com poucas baixas. Essa eleição pode ser a divisória de águas para 2020, quando um novo prefeito deve ser eleito ou André ser reconduzido ao cargo de chefe do executivo. 

As consequências práticas a gente vai começar a ver em janeiro de 2019, quando a nova temporada começar. Novos episódios serão liberados todas as terças e quintas, regimentalmente às 16 horas com exibição ao vivo no plenário Tapir Rocha.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS