Terça-feira, 11 de DEZEMBRO de 2018

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

mobilidade

ANTT homologa leilão e dá mais um passo para concessão da Freeway

por Silvestre Silva Santos | Publicada em 28/11/2018 às 18h43| Atualizada em 29/11/2018 às 10h18

Está confirmado.

Vai ser mesmo o Grupo CCR através de uma de suas subsidiárias, a Companhia de Participação em Concessões, a empresa que vencedora do leilão de concessão da Rodovia de Integração do Sul (RIS), denominação atribuída ao pacote de rodovias federais no território do Rio Grande do Sul e que inclui a BR-290, a Freeway, além da BR-101, BR-386 e BR-448.

A decisão foi tomada ontem pela Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), assinada pelo diretor-geral substituto Sérgio de Assis Lobo e publicada hoje no Diário Oficial da União. A Companhia de Participação em Concessões venceu o leilão ao apresentar a proposta de tarifa mais baixa para os pedágios, de R$ 4,30.

A tarifa proposta referenciada à julho passado é 40,53% menor do que o valor máximo estabelecido pela ANTT no edital do leilão, de R$ 7,24. A homologação do resultado do leilão é apenas uma etapa técnica e prévia à assinatura do contrato, que significa, principalmente, que não houve contestação ao resultado por parte das outras empresas que disputaram a concessão.

 

 

Os pedágios

O leilão cuja homologação foi assinada ontem e tornada pública nesta quarta-feira acontecei dia 1º deste mês na sede da antiga Bolsa de Valores de São Paulo. O contrato com a companhia vencedora vai ser assinado no dia 9 de janeiro. Já a cobrança do pedágio deve começar após 30 dias – no começo de fevereiro – mas só nas praças da Freeway, em Gravataí e Santo Antônio da Patrulha.

 

E em um ano e meio a contar de fevereiro que vem os gravataienses deixarão de pagar para cruzar pelo posto de pedágio que fica no quilômetro 77 da Freeway, e em dois anos deixará de existir a tranqueira no trânsito que atualmente é uma dor de cabeça e um exercício de paciência para quem cruza as avenidas Dorival Cândido Luz de Oliveira (Gravataí) e Flores da Cunha (Cachoeirinha) nos horários de pico.

 

O QUE VAI ACONTECER

 

1

No prazo de dois anos a nova concessionária deverá abrir ao trânsito acessos à - e dá - Freeway pelas avenidas Teotônio Vilela (Parque Florido, Gravataí) e Papa João XXII em Cachoeirinha.

 

2

A construção destas alças vai acontecer, na aldeia dos anjos, no quilômetro 80,050 da Freeway, onde se encontra hoje a passarela-viaduto que liga o bairro Novo Mundo com a cidade de Gravataí. O acesso atual é pela rua Jorge Tadeu, rua Daniel Luis e, daí, pela avenida Teotônio Vilela até a Dorival de Oliveira, já na altura da parada 62.

 

3

Já em Cachoeirinha a ligação da cidade com a Freeway já existe, parcialmente. Quem vem do litoral pode entrar na cidade pela Papa João XXIII e quem quer ir para Porto Alegre pode utilizar a Papa para chegar à Freeway e fugir do engarrafamento na Flores da Cunha até a ponte sobre o Rio Gravataí.

 

4

O que vai mudar para quem acessar pela Papa João XXIII é a possibilidade de, a partir da Papa ir para o Litoral e, para quem vem da capital entrar na Papa.

 

5

Ainda em Gravataí um outro acesso à Freeway deve ser construído no quilômetro 62,6 ligando o extremo Norte urbano com a área rural do município, pela estrada Barro Vermelho. O prazo é igual, de dois anos a contar do começo das operações da nova concessionária. Ou seja, deve estar pronto em janeiro de 2021.

Tainá Rios

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9306 0162
redacao@diariodeviamao.com.br

Vinicius Ferrari

Direção Geral e administrativo
51 9 9962 3023
vinicius@diariodeviamao.com.br

Vitor Zwozdiak

Departamento Comercial
comercial@diariodeviamao.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS