Quinta-feira, 04 de JUNHO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

A velha política

Russinho encaminha aumento do próprio salário e Câmara quer barrar; O sujo falando do mal lavado

Publicada em 16/04/2020 às 00h| Atualizada em 21/04/2020 às 18h52

No dia 13 de abril, o Gabinete do Prefeito encaminhou à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei 0027/2020. A proposta concede 5% de reajuste salarial para os servidores da prefeitura de Viamão, a título de reposição anual. Acontece que essa proposta de aumento também pretende beneficiar os agentes políticos, ou seja, cargos comissionados (CCs), secretários municipais e o próprio Russinho. 

A medida já seria polêmica o suficiente por conta da queda da arrecadação provocada pela crise do coronavírus. Além disso, há a comparação com outros municípios da região Metropolitana, e do próprio governo do Estado. Enquanto Eduardo Leite e prefeitos da volta cortam os próprios ganhos na faixa de 30% - estendendo a medida para seus secretariados - Russinho pratica a insensibilidade de reforçar bolsos já abastados - incluindo o dele.

Não posso deixar de comparar de novo a situação com as merendeiras e faxineiras da Koletar que estão passando fome. Junto a essas 300 guerreiras, agora estão os aproximadamente 200 enfermeiros, técnicos em enfermagem, médicos, agentes de saúde e trabalhadores da saúde mental da Mahatma Gandhi.

Não é oficial, mas a queda da arrecadação por conta da covid-19 teria impactado o caixa da Prefeitura em 50%. É menos dinheiro para demandas que não cessam, como saúde, educação, limpeza urbana, coleta de lixo, e por aí vai. Se restava apenas a metade da receita, imagina como a cidade ficará a partir de agora pagando mais ao alto escalão do governo.

A "preocupação" com o fluxo de caixa - e com o gesto indelicado do prefeito - adentrou o Legislativo junto com o projeto de lei. Já tem vereadores distribuindo vídeos em rede social prometendo não deixar barato. Querem tirar os agentes políticos da lista de aumentos e repreender Russinho por aumentar o próprio salário em época de coronavírus. Mas eu preciso falar que foi exatamente isso que a câmara fez no mês passado.

Para quem não lembra, os Vereadores não tiveram vergonha de aumentar salários em meio à crise do coronavírus. Entre 17 e 20 de março, os parlamentares votaram, o prefeito sancionou e a Câmara pagou. Tudo bem rápido, mas tão rápido que quando a Justiça suspendeu o aumento, a grana já estava nos bolsos de todo mundo. E por lá temos dois agravantes: o aumento foi maior, de 7,31%, e os nobres Edis ainda recorreram da decisão judicial para manter o contracheque mais gordo. É o sujo falando do mal lavado.

Nas duas esferas do poder viamonense, a sequência de fatos é a mesma: garantiram a reposição anual dos servidores do quadro geral - o que é justíssimo, mas se incluíram na partilha do pão. E se compararmos o que ganha um vereador ou o prefeito diante de um auxiliar administrativo, fica difícil respirar, com ou sem covid-19.

Ainda tá em tempo de fazer o certo. Dá para recompensar o trabalho dos servidores sem faltar com a ética. Russinho e seus cargos de confiança podem ser excluídos do projeto de lei. Basta quererem. E quanto aos vereadores, se não for possível revogar os próprios ganhos, que formalizem doações para um fundo de combate ao coronavírus, ou ajudem as serventes e merendeiras. Quando elas recebiam, só percebiam menos de um salário mínimo líquido.

É a velha máxima em prática: "à Realeza, brioches, ao povo, migalhas".

Melhor ainda: mais que abrir mão de aumento neste momento delicado da vida pública de Viamão, poderiam aderir ao corte de 30% de seus vencimentos. Que tal?

Antes de ir para a guilhotina, Maria Antonieta ainda tentou acalmar o povo, faminto por pão, com seus brioches. Foi tarde demais.

 Com a palavra, a população.

 

 

LEIA TAMBÉM

Funcionários sem receber, contrato vencido e repasses sob suspeita: o caos na Saúde de Viamão na mira do Ministério Público e da Câmara de Vereadores

O estudo que fez Estado prorrogar para o dia 30 abertura do comércio; Viamão teria 15 vezes mais casos

Casos de covid-19 em Viamão aumentam 30% em 24 horas e já somam 13

Comerciantes de Viamão unidos em tempo de coronavírus: vendendo e ajudando a cidade

 

Últimas Cristiano Abreu

Crise do coronavírus
A COVID-19 avança a galopes em Viamão; Quem acha que está tudo bem precisa ver estes infográficos
Novela de mau gosto
Reposição salarial do funcionalismo volta para a Câmara; Além de parcelado, dinheiro será menor
Caos na Saúde
Os problemas nos contratos das terceirizadas vão muito além do filé mignon e do Uber pagos com dinheiro do contribuinte
Caos na Saúde
Prefeitura renova contrato com empresa que faz a gestão dos postos de saúde
Crise da Saúde
Empresa que faz gestão da UPA cobra da Prefeitura três meses de pagamentos em atraso; O caos das terceirizadas
CRISE DO CORONAVÍRUS
Um fim de semana para ninguém esquecer: A COVID-19 leva mais duas vidas em Viamão
Crise do coronavírus
A médica Letícia Ikeda estava certa: a Páscoa chegou, e o Dia das Mães está a caminho
Revés
Vereador Jessé sofre derrota e pode ficar ’nem lá, nem do lado de cá’ da Ipiranga
Crise da Saúde
Sem receber salários, médicos paralisam atividades em postos de Saúde
Crise do coronavírus
Para evitar surto da COVID-19, Prefeitura afasta 46 servidores após caso positivo na Administração
Crise do coronavírus
Na Câmara, Secretário da Saúde repete falas de Bolsonaro
Explicaram!
Lei sancionada com erro por Russinho está corrigida
Crise do coronavírus
Ministério Público determina que Prefeitura corrija decretos que tratam da pandemia
Crise do Coronavírus
Quando símbolos tentam mascarar ações: Se vivo, como agiria Tapir Rocha durante a pandemia?
Quem explica?
Câmara aprova uma lei, Russinho sanciona outra: O que há por trás da reposição salarial dos servidores
Cai ou não cai?
O que passa na cabeça do Jessé e dos adversários? A queda de braço vai longe
Crise do coronavírus
Vereadores de Viamão pedem a distribuição de kits alimentação a todos os estudantes da rede pública estadual
Crise da Saúde
Prefeitura chama profissionais da Saúde aprovados em concurso público
Política
Justiça nega retorno de André Pacheco à Prefeitura
Crise do coronavírus
Médica responsável pelo comitê de enfrentamento ao coronavírus entrega posto a Russinho
Paginas: [1] 2 3 Próxima »

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
cristiano@grupocg.com.br

Rafael Martinelli

Editor
rafael@grupocg.com.br

Roberto Gomes

Diretor
roberto@grupocg.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS