Quinta-feira, 04 de JUNHO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Queda de braço

Entidades divulgam nota conjunta e vão à justiça contra carreata pela reabertura do comércio em Viamão

por Cristiano Abreu | Publicada em 29/03/2020 às 00h| Atualizada em 01/04/2020 às 12h58

Nove entidades que respresentam trabalhadores nos âmbitos municipal e estadual divulgaram manifesto contra atos programados por empresários e pequenos comerciantes de Viamão pela reabertura de todo o comércio local. O Ministério Público teria, segundo o site Viamão E Daí, recusado o pedido de suspensão de carreata programada para a tarde desta segunda-feira.

O Sindicato dos empregados no comércio (Sindicomerciários), autor da petição, tentaria agora uma liminar, unindo forças com Associação dos Aposentados, Sindicato dos municipários da prefeitura de Viamão, Conselho Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul e 22° Núcleo dos professores do CPERS.

Confira o manifesto na íntegra: 

 

POPULAÇÃO DE VIAMÃO, EM ESPECIAL A CLASSE TRABALHADORA: MANIFESTO DE REPÚDIO À CARREATA DO “VOLTA AO TRABALHO”

As Entidades, abaixo subscritas, vem por meio deste repudiar a tentativa de setores do empresariado do município de Viamão, em voltar ao trabalho, convocando empresários para participarem de uma carreata, no dia 30.03.2020.

Entendemos que esta atitude irresponsável dos organizadores desta atividade, além de contrariar as decisões do Governador e do Prefeito de nosso município, que estão embasadas nas orientações das Autoridades Científicas brasileiras e mundiais e da Organização Mundial da Saúde, atenta contra nosso bem maior que é a vida, expondo os trabalhadores e a população em contato direto com o coronavírus (COVID 19).

Importante salientar que grandes potências mundiais, como a China, Itália, Espanha e Estados Unidos, mesmo dotadas de tecnologias de ponta, foram atingidas em grande escala pelo coronavírus. A China, uma das nações mais atingidas, tomou de imediato medidas de controle e disseminação da doença, e, mesmo assim, enfrentou uma série de dificuldades. A principal medida submetida à população, foi a quarentena. A Itália, por iniciar tardiamente as medidas contra o coronavírus, o país que mais sofreu com a pandemia, resolveu diminuir as restrições ao comércio, e com a volta ao trabalho, a doença voltou a desenvolver-se, aumentando o número de mortes, forçando-a novamente a retomada da quarentena. Os Estados Unidos, considerado a maior potência mundial, encontra-se atualmente no epicentro da pandemia com 121.117 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus, segundo dados de 28.03.2020 pela Revista Isto É. Imaginem nosso país, carente de tudo, como ficará se não tiver o apoio e a consciência da população?

Entendemos que o retorno ao trabalho, neste momento crítico, em que nos próximos dias estaremos enfrentando o pico do coronavírus, poderá agravar ainda mais a situação, aumentando a disseminação da doença, contribuindo para o colapso do SUS e convênios, devido a superlotação de nossos hospitais públicos e particulares, e por conta disso, o aumento de mais casos e do número de mortes da população.

Pelo exposto, queremos afirmar e reafirmar que a realização desta carreata, que tem por slogan “Volta ao trabalho”, em sintonia com Bolsonaro, um presidente que deveria estar neste momento coordenando todo esse processo contra a doença, tem adotado posicionamentos irresponsáveis, desestimulando a não continuidade da quarentena, pondo em risco a vida das pessoas, contrariando estudos e orientações científicas, convocando a retomada das atividades escolares e do trabalho, pois segundo a sua mente insana essa doença é “uma gripezinha”, “um resfriadinho”, “só dá em idosos e pessoas de alto risco”, “que é como a chuva que vem e passa”. Para Bolsonaro, a questão econômica está em primeiro lugar. A saúde, a vida, nosso maior bem, é coisa secundária.

Finalmente, solicitamos aos empresários, aos trabalhadores e a população em geral, que permaneçam em casa, evitando o contágio e a proliferação maior desta terrível doença. Em defesa da vida e da saúde da família, dos colegas de trabalho e da população, fiquem em casa! O sucesso do combate ao coronavírus, depende de todos! Não saiam às ruas! A vida vale a pena! Adote esta ideia!

 

Subscrevem este Manifesto:

 

- Sindicato dos Municipários de Viamão – SIMVIA

- Sindicato dos Empregados no Comércio de Viamão - Sindicomerciários Viamão

- Intersindical de Viamão - 22° Núcleo do CPERS/Sindicato

- Associação dos Trabalhadores Aposentados, Pensionistas e Idosos de Viamão - ATAPIV

- Conselho Estadual de Saúde do Rio grande do Sul – CES/RS

- Cooperativa Mista de Trabalho e Produção Bom samaritano

- Associação de educação Ambiental Nossa Senhora Aparecida

- Assistência Social Santa Isabel

- Diálogos de Resistência

 

LEIA TAMBÉM

Fake news ’do borracheiro’ é usada para desacreditar números de coronavírus

Viamão tem segundo caso confirmado de covid-19

Brasil registra 4.256 casos confirmados de coronavírus e 136 mortes da doença

Ministério Público determina a suspensão total de missas e cultos no Estado

Clique aqui para ler outras notícias sobre o coronavírus no site do Diário de Viamão

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
cristiano@grupocg.com.br

Rafael Martinelli

Editor
rafael@grupocg.com.br

Roberto Gomes

Diretor
roberto@grupocg.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS