Quinta-feira, 04 de JUNHO de 2020

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook

Polêmica

Justiça suspende aumento, mas o dinheiro já está na conta dos vereadores

por Cristiano Abreu | Publicada em 31/03/2020 às 00h| Atualizada em 03/04/2020 às 13h41

A 2ª Promotoria de Justiça Cível de Viamão concedeu liminar suspendendo o reajuste salarial dos vereadores do município. O acréscimo de 7,31%, aprovado em 17 de março, também eleva a remuneração dos demais servidores da Câmara.

A decisão, expedida na tarde desta terça-feira (31), tem origem em ação popular contra o aumento. Conforme o advogado José Aymay, que representa as autoras do pedido, Zaida dos Santos Prado e Blanca Alaí Meneses, antes de analisar a tutela de urgência requerida em caráter liminar, a magistrada Liniane Maria Mog da Silva deu vista ao Ministério Público que, por meio da promotora Karina Bussmann, deu parecer pela concessão da liminar. 

Zaida diz que vê a resposta da Justiça com esperança de que o aumento seja revertido em definitivo.

- Não sou candidata a nada, não sou filiada a nenhum partido. O meu interesse é o povo. Sou parte da população que se sente indignada. Que os vereadores entendam a mensagem: eles trabalham para o povo. Num momento desses pelo qual o mundo passa, a Câmara reajustando salários? Não tem cabimento - finaliza.

 

Câmara analisa o caso

A Câmara de Vereadores não se manifestou, pois alega não ter sido notificada oficialmente da decisão. O departamento jurídico da casa deve estudar o despacho do MP nesta quarta-feira para definir como proceder.

 

 

Entenda a polêmica

 

 

O projeto de Lei 015/2020 foi votado e aprovado em sessão realizada no dia 17 de março, dias antes da decretação de calamidade pública pelo município em razão do COVID-19, aumentando o salário dos vereadores para R$ 10 mil mensais. Na semana passada, projeto que permite aos políticos anteciparem para o primeiro semestre até 40% do décimo terceiro salário que recebem ganhou a mídia e gerou até bate-boca entre parlamentares e assessores nas redes sociais.

 

Cronologia

 

A ação popular foi preparda em 23 de março e teve a primeira tramitação no Ministério Público no dia 27 deste mês, quando a promotora Karina Bussmann notificou o presidente do Legislativo, Dilamar de Jesus, a apresentar informações sobre o projeto de lei 015/2020 que autoriza a reposição salarial. Ocorre que nesta data o reajuste já havia sido depositado nas contas dos servidores e vereadores.

 

Reprodução: ​Portal da Transparencia | Câmara de Vereadores de Viamão

 

A aprovação do PL 015/2020 ocorreu em 17 de março. Dois dias após, o prefeito Russinho sancionou a Lei Municipal 4.937/2020, com seus efeitos retroagindo ao dia 1º de março, database do Legislativo. Como o pagamento dos servidores da casa foi realizado no dia 19, no dia seguinte (20 de março), a diferença correspondente aos 7,31% foi depositada.

Tudo em apenas quatro dias.

Com a decisão da justiça, que é provisória, segundo fonte ligada à Câmara, pode haver necessidade de devolução destes valores, ou descontos nas folhas subsequentes - se a liminar não cair antes.

 

Difereça referente ao reajuste depositada em 20/03/2020 - Reprodução de extrato bancário de servidor da Câmara

 

Confira trecho do despacho do Ministério Público

Assim, por todo o exposto, ACOLHO o parecer ministerial e defiro a medida liminar pleiteada pelas autoras, forte no art. 2º, "b" e parágrafo único, "b" da Lei 4.717/65, determinando a SUSPENSÃO IMEDIATA DOS EFEITOS da aprovação do Projeto de Lei 015/2020, votado em sessão extraordinária realizada no dia 17/03/2020 na Câmara de Vereadores de Viamão, RS, bem como DETERMINO ao réu que providencie a juntada, no prazo contestacional, de cópia integral do processo legislativo referente ao PL 015/2020.

 O descumprimento da medida ensejará a fixação de multa diária.

Cite-se e intime-se com urgência, a despeito da suspensão dos prazos, haja vista a URGÊNCIA que a matéria requer.

 

 

LEIA TAMBÉM

 

A insensata carreata da morte no centro: Parem Viamão que eu quero descer!; declaro-me Inimigo do Povo, amigo da vida

Viamão tem segundo caso confirmado de covid-19

O rato, o lixo acumulado e o corona: o caos na saúde de Viamão

O cavalo de Tróia que atravanca o gabinete do Russinho na pior crise da saúde da história de Viamão

Clique aqui para ler outras notícias sobre o coronavírus no site do Diário de Viamão

 

 

Cristiano Abreu

Redação, sugestão de pautas e redes sociais
51 9 9962 3023
cristiano@grupocg.com.br

Rafael Martinelli

Editor
rafael@grupocg.com.br

Roberto Gomes

Diretor
roberto@grupocg.com.br

Ao reproduzir uma de nossas matérias, é ético citar a fonte.
As opiniões assinadas são de responsabilidade de seus autores e não representam a posição do jornal.
Desenvolvido por i3Web.
2016 - Todos os direitos reservados.

Rua Osvaldo Aranha, 43 - Sala 5 - 94410-630 - Centro - Viamão - RS